Narciso (ela)


A chuva era meio densa, gotas pesadas, grandes, mas dava pra escapar delas, parecíamos duas crianças com uma bola de futebol imaginária driblando, tentando fugir mais das nossas vidas. Eu com uma roupa punk, colete jeans, all star sujo, ele com as mesmas roupas de mamãe-passou, não éramos o que poderia dizer de alma-gemea, nem chegava perto disso, mas sabíamos tocar no ponto certo, era sempre a coisa certa, sempre estaríamos direitos e retilíneos, não importava o que acontecesse. Se lembra de quando... – e achava melhor parar por ali, as recordações boas vinham juntas com as ruins, no final acabaríamos em alguma discussão, achou melhor evitar tudo aquilo, e evitou, se manteve quieta e afastada durante muito tempo, mas deixava seu ciúme sair de vez em quando, ainda bem que ele não entendia, e mesmo que entendesse negaria ate o fim, não havia chance para nós.

Et si ils savaient? Qu'est-ce saurait?

Comentários

Ella disse…
"sempre estaríamos direitos e retilíneos"

Eu me sinto assim em relação ao meu melhor amigo. Sou meio nosence, brava e desleixada. Fui criada com homens, fazer o que?
E ele todo certo. Todo surfista, saudavel.
HASUIHUAHIUHIUHASU

Mas sempre seremos direitos juntos.

Nossa, esse texto me tocou demais!
Um beijo
Luara Q. disse…
vc escreve muito bem!

Postagens mais visitadas