Impala (grapevine)

Queria ter ganhado naquela loteria suja, escolhido o rato ou o cavalo dessa vez, poderia ter ganhado mais e me isolar em alguma dessas comunidades indus cheias de mantras e dor nos joelhos e só voltar de lá quando eu sentisse menos. Ou mais. O coração chegava a falhar. Bate, bate e para. O radio começava a tocar uma musica do Marvin Gaye e lá eu ia buscar alguma dose que me faça. Mas tinha parado de vez. Era só o ritmo da música que me enganava. Mal sentia meu pé, mas a porra da minha cabeça não parava. That's over, baby, tenta relaxar, a calma vai chegar e eu vou fechar meus olhos. Ai ele batia, escancarava a porta e chegava com aquele perfume como se não acontecesse nada. Apenas me olhava com toda aquela coragem, abria a geladeira, pegava uma cerveja, abria na calça e sentava. De onde vinha essa falta de. Descansa, darling, logo logo para de bater e quem sabe eu feche os olhos.

Comentários

Toc toc ..rs

Belo texto zóião :)

Um Beijo

Postagens mais visitadas